sexta-feira, 23 de novembro de 2012


“Hoje eu acordei me sentindo mal. Queria desabafar mas já sabia que não conseguiria tocar no assunto com ninguém. Resolvi escrever, não aqueles textos de amor que eu estou acostumada, mas sim alguma mais profundo que diga claramente o que eu estou sentindo. Daí eu percebi que nem eu mesma sei o que eu estou sentindo, estou confusa, traumatizada, me sentindo sozinha num lugar cheio. Parece que arrancaram um pedaço de mim, estou incompleta e nao sei até quando eu vou ficar assim. Aliás eu não sei de nada, não sei como me sinto, não sei como agir, não sei o que fazer… Mas tenho vontades. Uma delas é me desligar do mundo, fugir. Queria que tudo mudasse, queria voltar ao passado, essa nostalgia amarga tá acabando comigo. Tudo estava dando certo, e eu já desconfiava que estava perfeito demais. Normalmente é assim, a felicidade nunca chega pra ficar, no máximo ela toca a campainha e sai correndo.”

— Mas vou cuidar de mim, e nada vai abalar a minha fé.

1 comentários:

Adriano Lino Alves disse...

Me sinto exatamente assim. Mas lhe pergunto: fe em que?

Postar um comentário

Template by:
Free Blog Templates